Teu riso.


Derrama teu riso
e deixa-o escorrer
por entre as minhas dunas,
deixa-o subir até as estrelas
do céu da minha boca.
Ah, meu doce amado...
então satisfarei minha fome
e comerei teu riso derramado.


Ana Pires Brandau
Sehnde-Alemanha, 19.05.2017

Exibições: 9

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Comentário de Ana Pires Brandau em 25 maio 2017 às 8:32

Obrigada, Mário! É um prazer compartilhar com voce e com todos aqui na Casa da Poesia ;) Beijim.

Comentário de Luiz Mário da Costa em 24 maio 2017 às 4:54

Até
qu'enfim
me encontro cntigo

Des
culpe; digo
com sua poesia, E ela

Trans
forma minha
madrugada em regozijos

...a poesia é realmente algo genial; Assim como genial te acho estimada poeta Ana Pires.

Editora Casa da Poesia

    Vol. 4 - Reserve o seu!

Livros à Venda
CLIQUE AQUI

PARCEIROS

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Ebooks da Casa da Poesia

Antologia Poética da Casa da Poesia 2015

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo