São Paulo... em um dia de sol qualquer - reflexão.

No dia a dia, a vida... Vem e vão sensações, os desejos, as crises e as alegrias.
Vejo pelas ruas sob o sol tantas vidas - histórias... E sombras.
Mesas solitárias acompanhadas de almas e corpos, conversando um silêncio de copos ou pratos... Únicos...

Olho ao lado, e vejo somente a luz que esconde no ofuscar o brilho e escuridão de um pensamento.
Olhares tão objetivos, amores brigados, beijos sem calor, palavras sem gesto, geladas - no copo suado da breve passagem.
Lugar cheio de odores que remetem ao que está por vir.
É um avental lívido, um copo rubro, passos lentos e pesados que vem e vão...
Uma urgência calma, de vida à espera do surpreendente...
E que o calor retorne, atiçando o fogo às veias, aos poros...

Espera...
Inútil ou melancólica...

São apenas escritos de um momento...
De uma ansiedade ofegante, talvez entorpecida.
Dias, que são luz e sombra. Apenas as cores mudam, alternan-se...
E o que dizer da pele - fria e imutável - me recobrindo e nada mais...

Enfim, é só o que posso escrever neste dia que finda e que me angustia, pois outros batem à porta...
São apenas letras, palavras...
Nada mais...

Em um dia qualquer.

Ing

desconheço autoria da imagem

Exibições: 2

Comentar

Você precisa ser um membro de Casa da Poesia* para adicionar comentários!

Entrar em Casa da Poesia*

Editora Casa da Poesia

...Dia 25/08 - Lançamento...

......Antologia - Volume 5......

Livros à Venda
CLIQUE AQUI

PARCEIROS

Nas Redes Sociais

CLIQUE AQUI

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Aniversários

Acesso ao CHAT da Casa

              Clique Aqui!

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Casa da Poesia*.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo